The magic is with you
 
InícioInício  PortalPortal  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Sala de Jantar/Cozinha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anna Kolhs Müller
Profeta
Profeta
avatar

Mensagens : 214
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : with the bright lights and city sounds

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Jornalismo

MensagemAssunto: Sala de Jantar/Cozinha   Sab 30 Jan - 15:17

sala de jantar & cozinha

_________________

Annabela Kolhs Müller ♥️
Jornalista - Ex-sonserina - Metade Weasley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Julie Marc Chermont
Modelo
Modelo
avatar

Mensagens : 148
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : Terra, Sistema Solar

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Medibruxaria

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Dom 27 Mar - 17:56



this innocence is killing me

J
ulie estava verdadeiramente feliz aquela manhã. Tinha acabado de voltar da França, de uma visita à mãe a qual tinha feito as pressas porque precisava muito pegar alguns documentos para entregar à sua agente assim ela poderia começar o cadastro para um job que ela iria fazer para uma revista bruxa importante. Ela estava animada e cantarolava enquanto subia o elevador. Havia encontrado-se com Annabela rapidamente enquanto a amiga descia e ele subia, mas ela estava tão apressada que apenas acenou e saiu correndo com - seria aquilo uma xícara de porcelana? - algo que não reconheceu, apesar de ter sentido o cheiro do cappuccino de marca cara, favorito da amiga. Isso acabou sendo uma coisa boa, porque sabia que Anna estaria ausente do edifício, logo poderia aproveitar para passar algum tempo com David sem que a menina soubesse, do jeito que Julie preferia. Além disso, queria que alguém a ajudasse com a papelada e seria divertido vê-lo folheando as coisas da loira e descobrindo coisas que não sabia, ela sabia que acharia as expressões dele uma graça. Chegando no andar do seu próprio apartamento, virou de costas para esse e passou a chave com habilidade na porta oposta à sua. Sim, ela tinha a chave da casa dele e isso deveria significar algo importante, não? Para ela, tanto fazia, ou pelo menos gostava de pensar assim para não acabar analisando demais o que estava acontecendo entre os dois. Bateu a porta com pé, uma vez que seus braços estavam ocupados com a caixa de papelão em que Lílian Potter mantinha os documentos da filha. Ouvi o som da tranca e então seguiu em frente, passando do hall/sala de estar para o cômodo principal da casa, a sala de jantar/cozinha. A menina gostava de brincar com o dono da casa, dizendo que podia perceber o quão "gorda" a pessoa era pelo seu cômodo principal. Julietta riu ao se lembrar disso. — Dav! Voltei! — Gritou ela antes de se virar para a mesa, colocando suas coisas em cima desta. Ouvi passos atrás de si, descendo as escadas e sorriu. — Você vai adorar isso, são meus documentos. Quer me ajudar a...? — A menina se interrompeu ao virar-se e não dar de cara com o homem que esperava.  — Ah... oi, Sean. Não sabia que você ainda estava aqui.  — Ela disse prontamente, antes que começasse a ser interrogada por qualquer coisa que fosse, mudando o peso de um pé para o outro enquanto cruzava os braços.


_________________
i could fall in love with you
a thousand times but you'll
always be the wrong guy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sean Wittels. DiBord
Ministro
Ministro
avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2012
Idade : 26
Localização : Não em casa

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Corvinal
Graduação: Leis Bruxas

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Dom 27 Mar - 22:12


Sean acordou cedo com um barulho do lado de fora. Achando aquilo estranho, levantou da cama, vestindo um roupão porque seu pijama não era bem um exemplo de tendência de moda. Calçou seus chinelos que estavam na frente da porta e abriu-a a tempo de ver uma Yasmin de cabelos desgrenhados recolher os seus saltos - que provavelmente tinha deixado cair enquanto os carregava - do chão. Ele deixou escapar uma gargalhada com a cena e um sorriso brotou no canto dos seus lábios enquanto ele se encostava na parede de modo acusador. - Aposto que, apesar do incidente com os sapatos, você ficou bem feliz de ser eu e não seu irmão. - Ela rolou os olhos e bufou, se virando sem nem se dar ao trabalho de responder e entrou no próprio quarto, fechando a porta atrás de si.
Riu com a cara que ela havia feito. Aquela garota não era fácil e Sean sabia disso, mas gostava dela. Nesse instante a porta do quarto ao lado do dela se abriu e David saiu bem vestido, com uma camisa social que havia deixado dois botões abertos. Sabia o que isso significava: garota. Ele acenou para Sean com a cabeça, perguntando o que ele fazia acordado àquela hora. - Costume - Respondeu simplesmente, dando de ombros. - Quem é a garota? - Perguntou, indicando com a cabeça as roupas do amigo. David riu e em seguida fez a mesma cara que a irmã fizera a momentos atrás, rolando os olhos. Se havia algo em que eles se pareciam eram nas expressões. E então, também virou as costas e saiu. Sean voltou ao quarto de hóspedes.
Algum tempo depois, quando saiu do banho, Sean ouviu o barulho da porta da frente se abrindo mais uma vez. Saiu do banheiro e foi até o quarto, vestindo seus shorts enquanto descia, secando o cabelo com a toalha. Surpreende-se quando chegou ao final da escada e viu Julie ali, se enganando e chamando-o de... Dav? Desde quando ela e o ex-grifino se tratavam com tanta intimidade? - Deu pra perceber... - Respondeu, achando graça, mas preferiu não rir, apenas soar irônico. - Bom dia, de qualquer forma. - Ele continuou, saindo da escada e indo até o encontro da loira que conhecia a tempos. Percebeu que ela tirava alguns papeis de uma caixa de papelão e imaginou que tinha sido sobre isso que ela estava se referindo quando falou comigo achando ser David. - Ainda quer ajuda com isso? - Perguntou, apoiando a cintura na mesa e passando a toalha pelos ombros.
com JULIE

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Julie Marc Chermont
Modelo
Modelo
avatar

Mensagens : 148
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : Terra, Sistema Solar

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Medibruxaria

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Seg 28 Mar - 18:44

Julie Marc Chermont escreveu:


this innocence is killing me

A
garota ficou desconcertada com os comentários do moreno. Não tinha sido sua intenção deixar explícito para outras pessoas além dela mesma e de David sobre o relacionamento dos dois. Afinal de contas, ela mesma não sabia como se sentia em relação a tudo isso. O corvino se aproximou e Julie se deu conta da falta de vestimenta que ele possuía - ou não possuía - da cintura para cima. Contudo, isso não foi motivo de embaraço porque tinha quase certeza de tê-lo visto usar menos que isso em uma das festas em que participaram. Ele se apoiou na mesa, deixando o sarcasmo de lado para se tornar um pouco mais prestativo e gentil. A loira respirou fundo, puxando uma cadeira e sentando-se enquanto aproximava a caixa de papelão para si. — Não seria a pior ideia que você já deu... — Admitiu, dando de ombros. Ela esperou que o garoto fizesse o mesmo movimento e começou a tirar coisas dali, sorrindo. Fotos dela pequena, documentos de inscrição em escolinhas e em campeonatos, até alguns desenhos muito antigos. — Numa escala de zero a dez, quanto eu era criativa? — Perguntou, gargalhando, mostrando a ele uma figura feita à mão da Torre Eiffel torta com uma pizza em cima. Embaixo do desenho estava escrito com sua antiga caligrafia, "torre de pizza". Queria que David estivesse ali. Não, não queria assumir nenhum compromisso com ele, mas ainda assim sentia algo bom quando pensava em dividir esse momento com ele. — Ele ia gostar, sabe...  — Comentou alto demais, se repreendendo logo em seguida por compartilhar seus pensamentos por ai em tão bom tom, ainda mais com o outro componente masculino do "quarteto fantástico", apelido lhes dado na época de escola.


_________________
i could fall in love with you
a thousand times but you'll
always be the wrong guy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sean Wittels. DiBord
Ministro
Ministro
avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2012
Idade : 26
Localização : Não em casa

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Corvinal
Graduação: Leis Bruxas

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Seg 28 Mar - 18:54


O moreno riu com a resposta da amiga. Ela não parecia muito contente por ter tido a privacidade invadida por ele, mas Sean não podia parar de pensar no que estava acontecendo com aqueles dois que, mesmo sendo amigos, nunca haviam se chamado por algo diferente de seus sobrenomes antes. A imagem do amigo deixando a casa mais cedo voltou a sua cabeça. Sabia que se vestia assim quando iria encontrar uma garota em especial, mas não seria esta Julie? Qual a possibilidade dele ter ido vê-la se sabia que a mesma estava fora, em Paris? Mas tudo isso devia ser apenas coisa da cabeça de Sean, ele sabia. Puxou uma cadeira para se sentar, exatamente como a sonserina fizera e mais uma vez naquele dia, sendo invasivo, tomou os documentos dela e começou a revirar. Mas, tudo bem, pois ela havia solicitado sua ajuda, de qualquer maneira. A loira interrompeu-o enquanto ele lia alguma carta de quando ela era criança, mostrando-lhe um desenho engraçado. Ele gargalhou e estava prestes a respondê-la quando ela mesma se atropelou, comentando algo. - Quem? O "Dav"? - Questionou, sorrindo como uma criança que tinha acabado de descobrir o esconderijo dos chocolates. - Por que não liga pra ele e chama? - Voltou a fazer perguntas, agora indicando-lhe o celular jogado do lado das folhas com um movimento da cabeça. Ele mesmo queria ligar para alguém agora, estava apenas procurando uma desculpa, e Julie, sortuda, tinha a sua, então por que não discava?
com JULIE

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Julie Marc Chermont
Modelo
Modelo
avatar

Mensagens : 148
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : Terra, Sistema Solar

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Medibruxaria

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Ter 29 Mar - 19:13



this innocence is killing me

S
ean estava agindo como se divertisse com aquilo e a garota não sabia como se sentir sobre isso. Será que estava sendo muito idiota com seus sentimentos por aquele loiro de olhos claros? Suspirou, colocando a cabeça na mão, com o cotovelo apoiado sobre a mesa. Ela assentiu sem se importar em estar revelando qualquer coisa, porque ela já tinha sido óbvia o suficiente para se repreender em admitir isso para Sean à essa altura. Ele respondeu sutilmente também, sem julgá-la por nada, mesmo que talvez merecesse por estar lidando tão sentimentalmente com um cafajeste como Schmultz. Abriu a boca para lhe responder, mas seu próprio telefone começou a vibrar. — Porque minha mãe está me ligando. — Mentiu em parte. Sim, sua mãe estava lhe ligando, mas não era por isso que ela se negava a telefonar para David. Era por uma coisa bem maior e mais popular chamada orgulho. Observou enquanto Sean concordava, com a cara enfiada em algum papel que ele tinha pegado logo que ela desviou o assunto, e arrastou o botão do celular, atendendo a ligação de Lílian Chermount. — Alô, mãe?  — Chamou. Ela devolveu o cumprimento e perguntou se a filha já havia saído de casa. Não tinha se despedido da mãe porque se sentiu péssima em acordá-la, mas já tinha o feito na noite anterior, então não podia ser chamada de fria. A menina concordou com um sonoro "aham" para que a outra pudesse ouvir. — Mas não se preocupa, eu sei onde você guarda os documentos, trouxe a caixa comigo.  — Respondeu, sendo imediatamente respondida de volta, de modo a ter que tirar o aparelho do ouvido quando a mãe gritou, querendo saber o que ela havia feito. Julie não entendeu nada a princípio, e trocou olhares com Sean, confusa, mas ele não retribuiu. Estava encarando a mesma folha, porém agora com uma expressão indescritível, meio perplexa. O que ele tinha? Será que não estava se sentindo bem? Abaixou o telefone do ouvido, colocando-o na mesa sem soltá-lo, ainda com a mãe na linha. — Sean...?  — Chamou preocupada.


_________________
i could fall in love with you
a thousand times but you'll
always be the wrong guy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sean Wittels. DiBord
Ministro
Ministro
avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2012
Idade : 26
Localização : Não em casa

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Corvinal
Graduação: Leis Bruxas

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Ter 29 Mar - 19:39


Sean riu com o canto da boca com o motivo dado pela amiga. Não sabia dizer se ela estava falando sério ou o enrolando, então apenas abaixou os olhos para mais uma ficha na vida de Julie. Por Merlin, como aquela sonserina tinha papeis na sua vida... E ele sequer tinha ideia do que poderia se tratar pelo menos metade deles. Em sua cabeça havia a certidão de nascimento, a identidade, certificados de olimpíadas, cartelas de vacina, exames médicos talvez, mas não muito mais. Contudo, Lílian havia misturado tudo aquilo à desenhos e provas escolares e aquilo lhe despertava algum tipo de mania por organização. O monte de desenhos a essa altura já era maior do que o de certificados de concursos - e Julie tinha vários deles - a aquela altura. Ok, mas ele devia se concentrar. "Certificado de adoção". Hm, bem, isso deveria ficar com os certificados ou com os documentos? Provavelmente... Mas espera, o que? Adoção? Perplexo, Sean parou seu raciocínio sobre organização de documentação pela metade, encarando aquilo simplesmente sem saber o que fazer, o que dizer. Será que ela sabia? Provavelmente não, nunca tinha falado nada para ele e os dois eram do mesmo círculo de melhores amigos desde o colégio. Sua expressão deveria estar realmente preocupante porque ouviu seu nome ser chamado pela loira. Sabia que não tinha mais cor no rosto. - Hm... Ahn - Resmungou sem encará-la, tentando achar as palavras. - Julie, acho que você devia ver isso. - Comentou, estendendo-lhe o papel, levantando os olhos para olhar nos dela.
com JULIE

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Julie Marc Chermont
Modelo
Modelo
avatar

Mensagens : 148
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : Terra, Sistema Solar

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Medibruxaria

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Ter 29 Mar - 20:20



this innocence is killing me

E
ncarou aqueles papeis estendidos para si como se se tratassem de uma bomba prestes a explodir. Não tinha ideia de qual era a urgência de Sean ao mostrar-lhe aquilo, nem do que se tratava. Era tudo muito estranho, afinal, aqueles eram os registros de sua própria vida, havia algo ali que ela precisasse ver que já não tivesse ciência? Suspirou, cansada, voltando o telefone ao ouvido. — Desculpa, mãe, te ligo mais tarde. Te amo. — Disse para mãe, que já tinha começado a protestar quando a sonserina desligou rapidamente antes que a mulher começasse a argumentar e acabasse discutindo com o "bip" da linha. Colocou o celular devolta na mesa, dessa vez, soltando-o ali. Estendeu a mesma mão em que segurava o aparelho para o corvino e este lhes entregou aquilo que segurava. Usou a outra mão para segurar junto com esta enquanto lia atentamente. "Certificado de adoção". O que era aquilo? Não podia ser o que ela estava pensando, deveria haver uma outra explicação. Adoção do quê? Mas ela sabia a resposta - por intuição momentânea, pelo que sabia da vida, porque sua própria família nunca tinha falado sobre nada disso e ela nunca cogitara algo assim, porque parecia fora da realidade, fantasioso e desnecessário, afinal, ninguém para um dia e pensa "será que eu sou adotado"? - e sabia que não se tratava de um "quê" e sim de um "quem". Tentou manter-se calma e não se culpar por não saber de nada disso, não tinha como saber, ninguém questiona paternidade do nada, sem saber de nada. E ela sempre achou que não havia nada a saber. Na verdade, nunca achou - tinha o que achar? Virou a página, tendo a noção do olhar de Sean sobre ela, mas não queria se estressar com a mania invasiva inconsciente dele. Ali havia tudo sobre quem ela era, não parou pra pensar nem se queria realmente descobrir, apenas leu como quem pega um jornal e abre inconscientemente e casualmente nas tirinhas. Mordeu o lábio, prendendo a respiração quando acabou de ler e se deu conta do que tinha visto. Por um momento, perguntou-se se havia alguma força maior querendo fazer graça dela nesse momento, colocando tudo num lugar tão divertido nesse exato momento de reviravolta em sua vida. — Sean...  — Chamou para que ele soubesse que queria direcionar-lhe a palavra, porque sabia que não precisava chamar, ele já estava atento aos seus movimentos, preocupado. Mas agora não era por ele que ele ficaria preocupado. — Eu acho que você devia ler isso. — Anunciou, devolvendo-lhe o que lhe fora entregue. Quando não recebeu resposta, levantou o olhar apenas para perceber o quão perdido seus olhos estavam. Olhos tão parecidos com os seus mesmos... — Pegue, leia. — Disse Julie à ele. — E me explica qualquer coisa, por favor.  — Pediu, com os olhos iguais tão só no jeito, na cor, mas também na expressão. Ela estava perdida e não sabia como se encontrar.


_________________
i could fall in love with you
a thousand times but you'll
always be the wrong guy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sean Wittels. DiBord
Ministro
Ministro
avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2012
Idade : 26
Localização : Não em casa

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Corvinal
Graduação: Leis Bruxas

MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   Qui 31 Mar - 14:23


Franziu o cenho quando o papel foi endereçado de volta para ele. O que Sean podia querer com a adoção de Julie? Ele não tinha absolutamente nada a ver com isso. Encarou-a, perdido, mas o olhar da loira era determinado, ela estava certa do que estava falando, mas a questão era: do que ela estava falando? Mas ela precisava dele e era sua melhor amiga, precisava da ajuda dele para entender, como pedia, então ia ajudar. Pegou o papel de volta e leu-o atentamente, procurando o que ela poderia estar querendo mostrar-lhe. E então encontrou. "Filiação: Hunter e Aurea DiBord". - O que? - As palavras saíram sem que ele sequer pedisse-as para sair. Foi automático, porque aquilo parecia absurdo. Levantou o olhar da folha para ela. - Você é a minha irmã? - Perguntou, confuso, se ajeitando na cadeira. Incomodou-se ao sentir a toalha atravessada nos ombros e tirou-a dali, colocando-a na mesa, sem paciência. - Não... - Respondeu a si mesmo, encarando seu reflexo na mesa pelo verniz brilhante. - Não, não... - Confirmou, vendo pelo seu reflexo sua cabeça balançar, negando também, enquanto ele ria. - Minha irmã morreu. Junto com a minha mãe. - Disse, voltando a olhar para Julie, que estivera o observando sem que ele percebesse. Percebeu, incomodado, que era a primeira que dizia isso, falava sobre sua mãe e dizia para alguém sobre a irmã. Mas então ela não tinha morrido? Julie era ela? Ele estava confuso, mas ao mesmo tempo estava tranquilamente ciente da verdade. Ficou sério, de repente, finalmente ficando surpreso com a autenticidade dos fatos. - Meu Deus, você é a minha irmã. - Confirmou, olhando para os olhos dela. Os mesmo olhos dele, os mesmos olhos da sua mãe que ele vira apenas por fotos por ser novo demais para conhecê-los. Mas agora reconhecia-os por outro meio que não o espelho, o reflexo. E então riu de novo, achando tudo aquilo muito novo mas ao mesmo tempo tão real, tão natural, chegava até a ser um pouco normal. - Se nós somos irmãos, vamos ter que conversar sobre isso de "Dav"... - Disse, sério, fazendo o irmão chato e certinho, ou melhor, protetor. Parte disso era brincadeira, mas a outra parte era séria. Conhecia Julie a muito tempo pra saber que ela sabia se cuidar, mas também conhecia David a tanto tempo quanto. - Pode tirar o seu cavalinho da chuva. - Falou, apontando para ela. - E essa foi a conversa. Estamos entendidos então.
com JULIE

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sala de Jantar/Cozinha   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sala de Jantar/Cozinha
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Sala de Jantar
» SALA DE ESTAR CONJUGADA COM A SALA DE JANTAR
» Sala de Jantar
» Sala de Estar e Jantar
» » Andar inferior: Biblioteca & Sala de armas «

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vassouras X Tapetes :: Mundo Bruxo :: Bewitchment City :: Residencial :: Edifício Manhattan :: Apartamento 1602 - Cobertura-
Ir para: