The magic is with you
 
InícioInício  PortalPortal  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Píer de Santa Mônica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anna Kolhs Müller
Profeta
Profeta
avatar

Mensagens : 214
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : with the bright lights and city sounds

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Jornalismo

MensagemAssunto: Píer de Santa Mônica   Qua 15 Jan - 16:07

Píer de Santa Mônica




O Píer de Santa Mônica ou Molhe de Santa Mónica é um longo píer localizado na praia de Santa Mônica, Califórnia, famoso por conter o Pacific Park, um parque de diversão familiar com uma grande roda-gigante.O píer de Santa Mônica aparece em vários videogames, como em Grand Theft Auto: San Andreas e Vampire: The Masquerade - Bloodlines.






_________________

Annabela Kolhs Müller ♥️
Jornalista - Ex-sonserina - Metade Weasley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anna Kolhs Müller
Profeta
Profeta
avatar

Mensagens : 214
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : with the bright lights and city sounds

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Jornalismo

MensagemAssunto: Re: Píer de Santa Mônica   Qua 15 Jan - 16:41

❝ Tell me what you feel little lady ------ ❞

Sentei-me no píer, com as pernas balançando bem acima da água. Apoiava-me nas minhas mãos, sob a madeira, com a cabeça para trás, sentindo o vento bater no rosto. Cruzei as pernas ainda na ponta do píer, abaixando a cabeça e pegando meu celular do bolso. Chequei duas vezes antes de bloquear a tela novamente. Nenhuma mensagenzinha de Roxanne. Piper me avisara que estava havendo algum tipo de briguinha, mas para uma discussão de relacionamento entre Emily e Leo. Mas ela estava no meio. Claro que eu queria ajudar, e talvez fosse isso que ela esperava, mas eu não tinha ideia de como. Se Emily estava mesmo enlouquecendo e nem ouvia a razão, o que eu podia fazer? Dar um soco na cara dela? Era isso que a agressiva parecia representar. Xinguei-me mentalmente de novo por mal me lembrar de Piper e de Emily. Sean me aconselhou a não contar a muita gente, mas ele mesmo já tinha contado a Leo, Julie e David. E eu contara para Roxy. Ela disse-me que éramos muito chegadas e que minha falta de memória pareceu ajudar nós duas as nos conectar mais e mais. Impaciente, enviei outra mensagem. Coloquei o celular de lado, levantando as mãos ao cabelo e fazendo um coque frouxo. Ouvia o barulho de crianças rindo alto e de algumas gritando e chorando, vindo do parque. Ouvi um barulho atrás de mim, mas um barulho lento, como se quem o fizesse não quisesse que eu percebesse. — Senta. — Pedi. Uns segundos depois Roxanne estava ao meu lado. Sorri, olhando para o meu reflexo na água. Lembrei-me de uma conversa que ouvira entre Leo e Lizzie sobre mim. "Ela não olha nos olhos das pessoas. Não diretamente. E quando ela olha, o vazio dos olhos dela perfura sua alma como algo frio e seus olhos ficam vagos e perdidos também. Você quase sente a dor dela. Ou às vezes, sente mesmo." Senti-me a Medusa depois de ter ouvido aquela conversa. — Ou você veio montada no The Flash ou você sabia onde eu estava antes de eu enviar a mensagem. — Disparei. Peguei meu celular do chão de madeira, colocando-o no meu colo.

_________________

Annabela Kolhs Müller ♥️
Jornalista - Ex-sonserina - Metade Weasley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roxy Ravenclaw Weasley
Ministério
Ministério
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 26/12/2013
Idade : 19
Localização : in the world

MensagemAssunto: Re: Píer de Santa Mônica   Qua 15 Jan - 17:14






Look at the stars, look how the shine for you. Xinguei-me mentalmente, pegando meu celular da mesinha. As outras modelos olharam pra mim, eu sorri me desculpando e pus o celular no silencioso, lendo rapidamente a mensagem de Ana. Contive uma risada ao final, colocando o celular de volta a mesa. Fiquei tentada a responder, mas sabia que me matariam se eu o fizesse. Voltei ao cenários e continuei sorrindo e fazendo poses sem sentido. No final, trabalho de modelo valia a pena. Fazer poses e ficar rica sem nem soar. Não que eu me preocupasse com dinheiro, mas era estupidamente divertido. Troquei-me como uma flecha, louca para sair dali e torcendo para não dar de cara com uma daquelas outras modelos nojentas. Eram muito invejosas. Por que? Porque era eu que tinha um contrato duradouro com a Teen Vogue e milhares de seguidores no instagram e no twitter. Fred me esperava lá fora. Praguejei. Nada de Anthony para mim hoje. Havia dias que não via meu namorado. Meses. Claro, ele morava no Condomínio Bruxo, em Londres, mas pensei que, talvez ele viesse com meus parentes e amigos. Estava errada. Ana provavelmente estaria preocupada a uma hora dessas. E eu sabia onde ela estava. Conhecia-a. Quando ficava preocupada, precisava pensar, ia para o lugar mais perto do mar que pudesse, com o vento mais ao seu rosto. - Fredinho, eu preciso passar no píer antes. - Disse, fazendo bico. Ela rolou os olhos, mas me mandou entrar. Dei um pulinho, feliz, e entrei.
O píer estava vazio. Exceto por uma sombra sentada a beirada, de pernas cruzada, com um celular na mão. Mandei que Fred fosse embora e fui andando devagar e cautelosamente até Ana, pronta para lhe fazer uma surpresa quando meu celular vibrou. Xinguei baixo, mas continuei andando. Estava pronta para um "búh!" ou "surpresa!" quando ela me mandou sentar. Não consegui evitar outro bico, mal-humorada. Talvez eu fosse um pouco mimada, é. Sentei-me ao lado dela, deixando minhas pernas flutuarem e balançarem enquanto esperava que ela desse início a conversa. Confusa, abri a boca umas quatro vezes para respondi, mas não disse nada, porque não sabia o que dizer. - Que mensagem? - Disse, por fim, pegando o celular do bolso. A mensagem que vibrara no meu bolso, claro. - Ah, então sim, sabia onde você estava, te conheço. - Comentei sorrindo. - E é porque eu te conheço que sei que você estava aqui, me esperando, mas está pensando no Sean. - Lancei, prontamente. Aquela carinha de cachorrinho - ou cadelinha - denunciava Ana de cara - o que soa irônico. Peguei a mão dela, solidaria e deixei que ela apoiasse a cabeça no meu ombro. - Não precisa dizer. Se apaixonar é uma droga, aham, eu sei.
Template By: Déh Medeiros
Roxanne
Selene
Weasley


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anna Kolhs Müller
Profeta
Profeta
avatar

Mensagens : 214
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 26
Localização : with the bright lights and city sounds

Perfil Escolar
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
Graduação: Jornalismo

MensagemAssunto: Re: Píer de Santa Mônica   Sab 18 Jan - 14:00

❝ Tell me what you feel little lady ------ ❞

— Me deixa, Roxanne — Choraminguei. Não estava pensando exatamente no Sean até Roxy tocar no nome dele. Então comecei a pensar oficialmente nele. Ainda queria entender o que eu tinha com ele antes da perda de memória. E ele era tão... Ausente. How come when I reach out my fingers, it feels like more than distance between us. Tentara explicar a Piper isso, mas ela manteve os olhos no nada e cantara essa música para mim. Queria dizê-la que não era de música que eu precisava, mas ouvi a canção e entendi que ela falava exatamente do que eu sentia. Quer dizer, quase isso, porque não se tem músicas sobre amnésia. O que me incomodava era que toda vez que ele aparecia minha cabeça girava, como se procurasse algo, alguma lembrança, que não estava ali. Meu coração batia forte como se eu devesse sentir algo, mas nada vinha. E depois ele sumia e eu ficava tempos sem vê-lo. Em Godrics Hollow eu costumava olhar pela janela, para dentro do quarto dele, mas ele nunca estava. Às vezes, a porta de vidro estava trancada, as cortinas fechadas. Mas uma vez, uma única vez, eu o vi. Ele tinha se esquecido de fechar um pedacinho. O vi quebrando tudo, jogando fotos no chão, caindo no chão com a cabeça nas mãos desesperado. E então ele pegou a foto de uma garota e começou a chorar em cima dela. Assustada, eu percebi de quem a garota se tratava. Então ele amassou a foto e a atirou do outro lado do quarto, se levantou e saiu. Alguns minutos depois, eu ainda continuava na janela e o vi saindo, protegido do frio, e sumindo dentro da cidade. Não pude evitar. Pulei da minha varanda pra dele e abri a porta com cuidado. Estava tudo quebrado, até a guitarra, o violão, o espelho do banheiro. A única coisa que parecia inteira era a televisão, mas tinha vários fios arrancados, no chão. O chão cheios de cacos de copos, vasos e fotos. Fotos nossas, fotos só minhas, fotos entre nós dois, Julie e David, fotos da Armada, todas as fotos onde eu estava. As outras, onde eu não aparecia estavam num álbum em cima da cama. Peguei a foto amassada e jogada do outro lado do quarto. Estava certa, a garota era eu. A foto era do dia que eu recebi a uma carta a mais de Hogwarts dizendo que eu seria a capitã do time. Eu sorria, com lágrimas nos olhos e uma expressão de orgulho, do tipo "eu sabia, eu sou a melhor, mas que orgulho de mim mesma", segurando a carta. Coloquei a foto no bolso e me olhei no espelho quebrado ao levantar a cabeça. Percebi muito - muito - assustada, que estava chorando. Você não chora, disse a mim, pare de chorar. — Eu posso te perguntar uma coisa? — Pedi a corvina, virando-me para ela. — Como era entre mim e ele antes de... de eu me esquecer? Por que ele age como se se preocupasse e depois some como se lembrasse que deve ficar distante? — Perguntei, voltando a olhar meu reflexo na água abaixo de mim.

_________________

Annabela Kolhs Müller ♥️
Jornalista - Ex-sonserina - Metade Weasley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roxy Ravenclaw Weasley
Ministério
Ministério
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 26/12/2013
Idade : 19
Localização : in the world

MensagemAssunto: Re: Píer de Santa Mônica   Sex 28 Mar - 11:07

Saímos dali
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Píer de Santa Mônica   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Píer de Santa Mônica
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» UMA MULHER E UM CACHORRO (crônica de Icarius Ringgler)
» Templo de Ashur (Loja Maçônica de Nova York)
» A Profecia - A Santa Aliança e a Grande Tríplice
» Vallarium, o ápice da riqueza! (Crônica D&D) (Crônica Livre)
» Clausura da Imortalidade - Tomo 2 (Crônica Oficial)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vassouras X Tapetes :: Mundo Trouxa/Mortal :: Los Angeles-
Ir para: